top of page

M/16 | Últimos bilhetes para assistir aos "Monólogos do Pénis" no Centro Cultural de Tábua

Restam os últimos bilhetes para assistir à comédia que revela o que eles falam sobre elas.


As mulheres[gajas] sempre tiveram muita curiosidade em saber o que os homens [gajos] conversam quando se juntam na mesa de um bar… Simples não é? Está lançado o mote para umas boas gargalhadas na comédia “Monólogos do Pénis”, uma conversa entre dois amigos que revela o que os homens silenciam quando as mulheres estão presentes. Os seus desejos, preferências e inquietações.


A comédia estreia no Centro Cultural de Tábua já no próximo dia 29 de janeiro, com sessão às 21 horas já esgotada, e com sessão extra às 17 horas (últimos bilhetes).

Confissões entre um “fura-vidas” vendedor de automóveis e um “sofisticado” jornalista e escritor. A experiência de vida de cada um destes amigos dá o mote para uma conversa em que falam abertamente e refletem sobre a alma feminina e o corpo da mulher. E muitas vezes até sem usarem palavras para o definir… só gestos!?! Um retrato de comportamentos, através de dois discursos bem distintos... Vamos ouvir questões relacionadas com sexo, o desempenho na cama, vantagens e desvantagens do casamento e do divórcio, fetiches, conquistas e desejos relacionados com detalhes anatómicos, entre outros… Ah, é verdade! E ainda mais conversa sobre sexo… Santiago e Guilherme são dois amigos interpretados pelos atores Ricardo Carriço e Ricardo Castro no premiado texto do brasileiro Carlos Eduardo Novaes. A adaptação à atualidade cá do Burgo foi entregue ao génio criativo do Luís Filipe Borges (Boinas) e a encenação ao irreverente Paulo Cintrão. A peça é um fenómeno de audiências no Brasil, foi vista por mais 1,5 milhões de espectadores e esteve em cena durante mais de uma década! Ficha Técnica Elenco: Ricardo Carriço e Ricardo Castro Texto original: Carlos Eduardo Novaes Texto adaptado: Luis Filipe Borges Encenação: Paulo Cintrão Sonoplastia e operação de som: Diogo Pires Desenho de iluminação e operação de luz: Paulo Santos Produção executiva: Pedro Nunes Direção de produção: Diogo Santos Classificação: M/16




48 visualizações

Yorumlar


bottom of page